Para quem, assim como a jornalista Sílvia Amâncio, tem como meta conhecer a nossa linda América Latina (🛫🌎), os posts de hoje trazem un chorro de dicas sobre o Uruguai (🇺🇾).

A Sílvia esteve lá em agosto e passou por Montevidéu e Punta del Este. Então, se acomode aí e vem conferir esse relato 🙂.

“A ideia continua a mesma: conhecer todos os países da América Latina. E, desta vez, fomos rumo à República Oriental do Uruguai, com um pouco mais de três milhões de habitantes, dos quais quase dois milhões vivem na capital, Montevidéu, que no início do século passado era considerada a “Suíça da América do Sul”. Fomos na última semana de agosto e ainda pegamos o finalzinho do inverno, dias de chuvas, fortes ventos e com temperatura na casa dos 12° graus. Um charme só.

Nos hospedamos bem no Centro de Montevidéu, esquina com a principal avenida da cidade, a 18 de Julio, onde logo na esquina podemos ver a Fuente de Los Candados, com seus milhares de cadeados celebrando o amor eterno.

Fonte dos Cadeados / Crédito: Sílvia Amâncio

Seguindo a avenida, de um lado a outro, prédios históricos da época da colonização espanhola e com influências francesas. Um detalhe nos chama atenção, prédios com placas “Mides”, trata-se de um programa do “Ministerio de Desarrollo Social”, que são casas de acolhimento para mulheres vítimas de violência doméstica, abertas 24h por dia. No Uruguai, saúde e educação são para todas e todos. É um semi-socialismo, em um país que teve 12 anos de ditadura militar e apagou esse passado opressor com democracia e avanços nos direitos sociais.

Ao final do caminho, a Plaza Independência, com o Palácio Salvo, que já foi o mais alto da capital e é aberto para visitação. Nessa região também encontramos o Museu dos Presidentes e o atual prédio da Presidência da República, ocupada hoje por Tabaré Vasquez e Lucía Topolansky (companheira do ex-presidente Pepe Mujica). Mais à frente, dividindo a região central, a única estrutura em pé da antiga muralha que cercava a cidade no período colonial, entramos no bairro de Ciudad Vieja.

Plaza de la Independencia / Crédito: Sílvia Amâncio

Em Ciudad Vieja, a parte mais antiga de Montevidéu, não podemos deixar de conferir o Teatro Solís (Montevidéu tem vários teatros), inaugurado em 1856, o Museu da História da Arte e o Museu Andes 1972, um dos lugares mais interessantes e emocionantes para conhecer, que conta a história da trágica queda de um avião da Força Aérea Uruguaia em 1972 nas Cordilheiras dos Andes, com o time de rugby uruguaio, seus amigos e parentes. Ali na Ciudad Vieja comemos bem demais, com as dezenas de restaurantes que servem o churrasco Uruguai no Mercado del Puerto. Entramos lindas e cheirosas e saímos roliças e defumadas. Quem não gosta de carne vermelha, escolha o “arroz com mariscos”. Ai que saudade!

Teatro Solís

Vale a pena comprar um tour pela cidade (indico a LB Tour), para conhecer as obras de arte, muitas delas homenageando o homem do campo e o gaúcho uruguaio e também o Estádio Centenário (para quem ama futebol e conhece a seleção Celeste) e o Mercado Agrícola, com uma estrutura ótima para passeios e compras.

Para degustar as delícias uruguaias recomendo a empanada capresse do restaurante Del Navio, o chivito (sanduíche de carne) da lanchonete La Pasiva, o suco de frutilla (morango) e a cerveja Patrícia, leve e saborosa, que encontramos em qualquer lugar, garrafas de 1 litro ou 300ml, a Patrícia versão “chica”.

Chivito, Empanada y la Cerveza Patrícia

A capital uruguaia é cercada pelas margens do Rio da Prata, que mais parece um mar e as avenidas costaneiras são conhecidas como Ramblas (20km no total), onde podemos caminhar, tirar fotos no letreiro “Montevideo” e apreciar o pôr-do-sol. O melhor ponto desta longa avenida, é a Rambla Gandhi, que fica perto do Shopping Punta Carretas (antiga prisão de Punta Carretas em que Pepe Mujca ficou preso por 14 anos), um ótimo centro de compras. A dica é comprar no cartão de crédito no Uruguai com isenção de taxas. Por lá não tem nada barato, o que vale a pena mesmo é utilizar aqueles cartões de débito comprados no Brasil e ter isenção de valores.

Rambla República do Chile

Da capital uruguaia, em uma viagem de cerca de 1h30, fomos para o refúgio de verão dos ricos, a cidade de Punta Del Este, com seus casinos suntuosos e casas hollyoodianas de veraneio”.

Punta del Este

*Por Sílvia Amâncio

➡ Confira a segunda parte do relato da Sílvia, em Punta del Este 😉.