Já montamos um roteiro increíble e CHEIO de dicas sobre a Cidade do México, correto?!

➡ Guia Calle Hispánica: Roteiro de 5 dias na Cidade do México

Então, agora vamos falar sobre o que você NÃO deve fazer na terra da Maria do Bairro.

1) Não aproveitar a maravilha de metrô que há no DF e só andar de táxi;

Gente, o México tem uma linha de metrô incrível, que corta, praticamente, a Cidade toda, tornando-o muito acessível. Esse meio de transporte oferece mais duas vantagens BEM interessantes: O intervalo entre um e outro é bem curto (nem 5 minutos!) e o bilhete custa 5 pesos, valor que não chega nem a 1 realzinho, meus amigxs! Ou seja; você chega rápido a diferentes pontos da cidade e pagando pouco 😍.

Metrô mexicano

Mas, desde mi humilde punto de vista, o que vale mais na experiência de usar o metrô é viver de verdade o cotiado daquele povo 💚. O táxi pode ser necessário em alguns momentos, mas não abra mão de caminhar os passos dos nativos 😉.

2) Entrar no vagão misto do metrô em horário de pico;

Na Cidade do México, há um espaço na plataforma separado para mulheres e, geralmente, esse espaço fica um pouco mais vazio que os outros.

Eu usei esse meio de transporte tanto no horário de pico (por volta das 17h), quanto nos horários mais tranquilos e posso dizer com segurança a você, amiga, que entrar no metrô vai ser bem mais tranquilo se você estiver lá 🙂.

Os próprios mexicanos não recomendam (de jeito nenhum!) às mulheres usarem o vagão misto nos horários mais cheios. Entonces… vamos escutá-los, né não?! 😜

3) Usar roupas curtas;

É constrangedor recomendar isso, mas… estou aqui para trazer verdades 😐.

Durante o período em que estivemos na Cidade do México, acho que posso contar nos dedos as vezes em que vi mulheres usando roupas curtas ou muito justas. E as raras vezes em que vi, foi fácil perceber pelo sotaque que eram turistas, e não mexicanas.

Então, eu recomendaria atenção com essa questão 😉.

4) Encarar sozinho os pratos desconhecidos;

Se você estiver viajando acompanhado, na hora das refeições, lembre-se de pedir um único prato para que vocês possam provar antes.

Não podemos esquecer que as combinações da cozinha mexicana são diferentes das que encontramos na nossa verde e amarela. Por isso, é normal que estranhemos um pouco o sabor de alguns cardápios típicos.

A única vez em que minha amiga e eu não pedimos um prato para provar antes, literalmente jogamos dinheiro fora. Seguimos a recomendação do taxista, que falou maravilhas das enchiladas de mole e… 😥

Enchiladas de Mole

Como é possível ver na imagem, o carro-chefe do prato é o molho. E a questão é que, justamente o molho (esparramado por TODOS os lados) não nos agradou 😷. Pelo que entendi, ele pode ser preparado de diferentes formas, mas, normalmente leva ingredientes doces e salgados, como chocolate, canela, pimenta, entre outros (tudo junto e misturado no mesmo molho, entende?! 😕).

Enfim… No final das contas nós abrimos a massa, comemos o franguinho desfiado que havia dentro, pagamos a conta e levamos nossa fome para comer em outro lugar 😆.

Então, #FicaADica! 😜

5) Não se jogar no espanhol 

Não perca oportunidades de conversar com os mexicanos, pedir informações, ler avisos e sinalizações pelas ruas, mergulhar em rótulos de produtos, panfletos de lojas… Enfim! Jogue-se no espanhol e não sinta vergonha.

Os mexicanos são extremamente simpáticos e gentis. E quando falamos que somos do Brasil, então! Aí que eles puxam conversa 😆. Por isso, não deixe de aproveitar ao máximo essa chance de hablar muchísimo, combinado? 🙂

Confira também:

➡ México após 3 terremotos: Por que não adiei a viagem?

➡ Cidade do México: Quanto tempo ficar e qual a melhor região para se hospedar

Gostou da Calle Hispánica e não quer perder nenhuma postagem? Então, curta a Fan Page no Facebook e siga a Calle no Instagram! 😉